A ligação entre o governador eleito de MG e o avião com R$ 116 mil

A ligação entre o governador eleito de MG e o avião com R$ 116 mil

Da Época:

fernando pimentel

Logo após o primeiro turno, a Polícia Federal descobriu R$ 116 mil em dinheiro vivo, em um avião, com pessoas ligadas a Fernando Pimentel (PT), governador eleito de Minas Gerais. Em nota, o petista apenas admitiu que o empresário Benedito de Oliveira, um dos passageiros, fornecia material gráfico para sua campanha. O dinheiro foi encontrado com Benedito e Marcier Moreira, assessor de campanha de Pimentel. Um inquérito foi aberto na PF para investigar a origem do dinheiro. Em reportagem, a revista Época obteve provas de que a ligação de Benedito com Pimentel e a campanha dele vai além da relação comercial entre cliente e fornecedor sugerida na nota de Pimentel. Os dois são amigos há anos, apesar de Benedito já ter se envolvido em escândalos e ter sido acusado de desvio de dinheiro público pelo Tribunal de Contas da União (TCU).  Bené, como é chamado, ganhou contratos em vários ministérios no governo Lula, e exerceu influência decisiva na campanha de Pimentel ao governo de Minas – e até no Ministério do Desenvolvimento e Comércio, comandado por Pimentel desde o começo do governo Dilma.

 

Deixe um comentário