Ana Paula “do Vôlei” falou mais verdades sobre Fidel Castro do que a maioria dos jornalistas

Ana Paula “do Vôlei” falou mais verdades sobre Fidel Castro do que a maioria dos jornalistas

Apesar de ser uma estrela do esporte, Ana Paula Henkel tem uma atuação política bem firme nas redes sociais. Tanto que “Ana Paula do Vôlei” aproveitou a morte de Fidel Castro para destacar os absurdos que as adversárias cubanas enfrentavam na ditadura comunista.

A rivalidade das quadras não era refletida do lado de fora. E havia um clima de solidariedade para com as vítimas de Castro. Abaixo, segue um resumo publicado pela atleta nos últimos dias:

“[Estava] aqui lembrando as barbaridades que as cubanas nos contavam sobre Fidel. Uma delas? Ele ficava com 100% da premiação delas de todos os torneios.

Quantas vezes não levamos as cubanas para comprar pasta de dente, sabonete, shampoo, aspirina… E elas ainda tinham que esconder tudo para entrar em Cuba.

Ouvi de uma bicampeã olímpica cubana com muitos títulos mundiais: “Trocaria toda a minha glória esportiva por uma chance de viver feliz longe de Cuba.”

Ler que atletas gostavam de Fidel é balela. As cubanas nos contavam que tinham que falar bem dele, não havia escolha. Temiam por suas famílias. O sucesso no esporte era uma maneira de fugir da miséria cubana. Pediam asilo político quando podiam e quantas não fizeram com medo de represália com a família?”

O perfil dela vale ser seguido.