Após errar previsões sobre Trump, imprensa diz que chances de morte por atentado são mínimas

Após errar previsões sobre Trump, imprensa diz que chances de morte por atentado são mínimas

Tão criticada por Donald Trump durante a campanha eleitoral, e mais ainda depois que foi confirmado como novo presidente dos Estados Unidos, a CNN passou a defender um argumento complicado. As chances de um americano morrer vítima de um ato terrorista protagonizado por refugiados seriam de 0,00003%, ou uma em 3,6 milhões.

É uma declaração irresponsável. Pois trata-se de uma nação com 318,9 milhões de habitantes. A CNN basicamente disse que 89 deles morrerão por causa da loucura de alguns refugiados e isso não deveria ser motivo para pânico.

Mas é ainda mais curioso que este argumento venha da imprensa, um meio que chegou a noticiar as chances de Trump chegar à Casa Branca em no máximo 1%. E hoje o bilionário controla as ogivas nucleares mais potentes do planeta.

Simplesmente não dá para confiar.