CURIOSIDADE: a turma “Fora, Temer” desapareceu durante o julgamento da chapa no TSE

CURIOSIDADE: a turma “Fora, Temer” desapareceu durante o julgamento da chapa no TSE

Não formavam exatamente multidões, é verdade, mas ainda assim foram às ruas. Roupas vermelhas, balões de sindicato, carros de som, gritos em favor de determinados corruptos e gritos contra outros tantos, aquele sanduíche porque ninguém é de ferro, mais gritos e afins… Até que FINALMENTE Michel Temer tem uma chance real de cair.

O julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral seria a chance de fazer valer o brado retumbante. Mas sumiram. Todos. Ninguém nas ruas. Hora de devolver a provocação “não estou vendo ninguém batendo panela” em versão “não estou vendo ninguém comendo mortadela”.

Claro que não é por acaso. Como já falamos aqui e aqui, a condenação de Temer seria uma catástrofe para a narrativa. Simplesmente demoliria qualquer mísera tentativa de falar em “golpe” e, para piorar, não garantiria a volta do partido amado ao poder.

No fim das contas, o “Fora, Temer” é meramente cenográfico.