Dois anos após a primeira “lista de Janot”, apenas 5 de 55 investigados viraram réus

Dois anos após a primeira “lista de Janot”, apenas 5 de 55 investigados viraram réus

Há dois anos, quando Dilma Rousseff ainda jurava que concluiria o próprio mandato, o procurador-geral da República surgiu com a primeira “lista de Janot”, ou os nomes das autoridades com foro privilegiado que haviam sido atingidas pela Lava Jato.

Dois anos depois, apenas cinco nomes viraram réus. E houve zero condenações.

Quanto à segunda lista, as condenações só devem começar a surgir por volta de 2024. Tudo culpa do maldito foro privilegiado.

Por isso a população deve seguir cobrando de seus representantes o fim dessa excrescência.