Provavelmente sem perceber, Lula cometeu um grande ato-falho ao dizer esta frase

Em entrevista concedida á Radio Itatiaia, de Minas Gerais – que já comentamos aqui -, Lula acabou disparando um sincericídio. Vejam o post a seguir, logo depois voltamos com a análise:

Em primeiro lugar, claro, a fala serviria como uma ‘vacina’ narrativa. Nesse caso, a hipótese de decisão condenatória já viria na base do “como falamos, era um julgamento com vista na opinião pública, não no processo”. Mas a frase, assim com está, cria outro problema narrativo.

Ora, o povo não ama Lula? Não seriam ele e seu partido tão adorados pela população? Então não faz sentido dizer que a “opinião pública” estaria em favor de que seja condenado. Não é mesmo?

Pois é… Esse tipo de lapso acontece. Aí é só fazer que ninguém viu. Mas a gente viu.

Guga Noblat fez este ataque a Ana Paula do vôlei, mas a resposta foi certeira e elegante

Na era das redes sociais, os debates acontecem em tempo real e muitas vezes alguns diálogos de bate-pronto recebem a qualificação de “ao vivo” ou mesmo “ao vivaço” pelos os presenciam na exata hora em que acontecem. Foi o que houve no caso a seguir.

Acompanhem.

Guga Noblat, ex-CQC, falou o seguinte sobre a ex-jogadora de vôlei Ana Paula:

E ela, logo em seguida, respondeu:

Pois é. Convenhamos, foi um insulto gratuito, mas ela soube rebater de forma elegante, lembrando que há uma diferença abissal entre decadência e aposentadoria após uma carreira de triunfos incontestáveis – alguém chama Pelé e Michael Jordan de “decadentes”?

Segue o jogo.

O humorista Helio de La Peña fez a melhor síntese da capa da Época com Joesley Batista

Antes de tudo, é claro que a revista Época, com a entrevista bombástica do dono da JBS/Friboi, não envolve apenas Michel Temer. A capa, porém, foi relativamente infeliz e não por acaso provocou reações as mais variadas. Abaixo, a imagem, voltamos em seguida:

Pois é. Quem lê apenas isso, e de fato é o que chama atenção de todos, pensa que Temer “inventou” a corrupção e, mais ainda, seria o grande responsável pelos casos envolvendo o grupo frigorífico. Claro que não é isso.

Sobre a entrevista, em si, falaremos mais ao longo do dia (há muito a ser dito). Mas a síntese perfeita dessa primeira impressão ficou com o grande humorista Helio de La Peña.

Em tempo: faz falta um humorístico como o Casseta e Planeta nos dias de hoje, em que a política oferece tanto para a sátira e boa parte dos humoristas prefere fazer proselitismo de esquerda.

Explicamos as duas razões óbvias pelas quais esse disparate de Lula não faz o menor sentido

Eis que Lula resolve falar o seguinte (já voltamos com a análise das obviedades):

Pois é. Vamos lá.

Obviedade 1 – é mentira

A frase é simplesmente falsa, não condiz com a verdade. Ponto. Sempre houve crianças pedindo esmolas durante esse tempo todo e qualquer morador de cidade grande ou média sabe disso, pois nunca as deixou de ver ao parar num semáforo. Inacreditável que ele diga algo do tipo sem nem ficar vermelho.

Obviedade 2 – de quem é a “culpa”?

Vamos supor que a frase tenha sido um exagero retórico, uma “força de expressão” ou algo assim. Nesse sentido, a intenção seria falar do aumento da miséria ou coisa do tipo. Pois bem: de novo, está errado. E maliciosamente errado. Isso porque a economia não se resolve em um ou dois anos, bem ao contrário. Assim, GRANDE parte da desgraceira que se vê hoje não é reflexo de medidas econômicas saneadoras (que, por sinal, já mostram resultados positivos), mas sim dos ANOS E ANOS DE POLÍTICAS DESTRUIDORAS. O que se vê agora, portanto, é o pagamento daquela conta – quadro que, repita-se, está no caminho da melhora, mas obviamente ainda leva tempo (sobretudo pela grandeza do estrago).

Simples assim.

O petista Humberto Costa fez esta provocação e foi rebatido com piada por outro senador

O senador Humberto Costa (PT/PE) fez uma postagem irônica, com provável objetivo de atacar Michel Temer. Aí vai:

Eis que o também senador José Medeiros (PSD/MT) não deixou barato e rebateu:

A máxima “quem fala o que quer ouve o que não quer” costuma ser ainda mais implacável nas redes sociais.

Nas redes: posts de Jair Bolsonaro são 42 vezes mais compartilhados que os de Lula

A Folha de SP divulgou hoje os números de “fãs/curtidores” dos potenciais presidenciáveis no Facebook. Jair Bolsonaro lidera, Lula está em terceiro e Ciro tem números ainda pequenos. Seguem os totais, mas já voltamos com OUTROS dados:

1) Jair Messias Bolsonaro (PSC) – 4,291 milhões
2) Aécio Neves (PSDB) – 4,285 milhões
3) Lula (PT) – 2,938 milhões
4) João Doria (PSDB) – 2,758 milhões
5) Marina Silva (Rede) – 2,353 milhões
6) Geraldo Alckmin (PSDB) – 860 mil
7) José Serra (PSDB) – 210 mil
8) Ciro Gomes (PDT) – 113 mil

Esse é o número total de pessoas que curtiram as páginas. Um dado relevante, sem dúvida, mas que não pode ser analisado de forma absoluta, pois o importante mesmo é o engajamento, ou seja, quem ‘interage’ com as publicações (curte/reage, compartilha e comenta).

Desse modo, pegamos as três últimas publicações de Bolsonaro e Lula, os que lideram à direita e à esquerda, respectivamente: esta, esta e esta; esta, esta e esta.

Vamos aos números.

BOLSONARO

A última:

Reações: 21 mil
Compartilhamentos: 4841
Comentários: 1131
Visualizações de vídeo: 257 mil

A penúltima:

Reações: 44 mil
Compartilhamentos: 5060
Comentários: 2178
Visualizações de vídeo: 638 mil

A antepenúltima:

Reações: 191 mil
Compartilhamentos: 134.426
Comentários: 12.551
Visualizações de vídeo: 5,3 milhões

LULA

A última:

Reações: 3100
Compartilhamentos: 1120
Comentários: 228
Visualizações de vídeo: não se aplica

A penúltima:

Reações: 16 mil
Compartilhamentos: 3102
Comentários: 1290
Visualizações de vídeo: não se aplica

A antepenúltima:

Reações: 440
Compartilhamentos: 113
Comentários: 38
Visualizações de vídeo: 6.069

MÉDIAS

Bolsonaro
Reações: 85.333
Compartilhamentos: 48.109
Comentários: 5.286
Visualizações de vídeo: 2,65 milhões

Lula
Reações: 6.513
Compartilhamentos: 1.145
Comentários: 518
Visualizações de vídeo: 6.069 (como, das três publicações, apenas uma é vídeo, não há ‘média’).

COMPARATIVO

Diante de Lula, Jair Bolsonaro tem mais de treze vezes o número de reações, mais de QUARENTA E DUAS VEZES o número de compartilhamentos, mais de dez vezes o número de comentários e, quanto aos vídeos (um número QUATROCENTOS E TRINTA E SEIS VEZES MAIOR), não é correto comparar pois a página de Lula não usou conteúdo original e, das três últimas publicações, somente uma era de vídeo – fica apenas o registro, sem que se adote paralelos neste caso.

Para ilustrar, preparamos os três gráficos a seguir (Bolsonaro em azul, Lula em vermelho):

Reações

Compartilhamentos

Comentários

Conclusões

CLARO que pode ter sido obra do acaso, três posts inacreditavelmente bem sucedidos de um lado e outros três com resultados atipicamente péssimos de outro. Mas todos esses dados são abertos, basta consultar as páginas aqui e aqui. Pois é.

Temos o óbvio: Bolsonaro simplesmente ENGOLE Lula no Facebook. A desproporcionalidade é absurda, o que pode ser explicado não apenas pela pura e simples popularidade quanto ao público daquela rede, mas também pelo sistema de publicações adotado por cada um. Para ficar no básico: enquanto o deputado privilegia conteúdo original e em vídeo, o petista compartilha posts de sites ou mesmo de outras páginas.

Pode ser que, em eventual campanha, isso mude e tudo se torne parelho. Mas não é algo assim tão fácil. Por mais que Lula melhore seus números, a diferença é abissal. Convenhamos, QUARENTA E DUAS VEZES MAIS compartilhamentos – o que repercute diretamente no alcance – é uma distância complicada.

E vale uma consideração final: muito provavelmente, 2018 será nossa primeira eleição nacional efetivamente digitalizada, com a grande maioria sendo atingida de tal forma.

Mais essa: Lula sugere que, um dia, William Bonner lhe pedirá desculpa

Falamos mais cedo sobre o discurso de Lula na Conferência Nacional do PT, realizada de quinta-feira a sábado em Brasília. Comentamos 10 momentos controversos. Mas este, em especial, guardamos para uma postagem exclusiva.

Aí vai:

Pois é. Aquilo de “culpa da mídia” chegou a esse ponto. Deve funcionar com a militância, mas certamente o povo não deve ver pela mesma ótica.

Aguinaldo Silva: em uma frase, autor da novela Tieta define o “politicamente correto” atual

Dias atrás, falamos sobre outra síntese do genial Aguinaldo Silva. Naquela ocasião, o tema era a cracolândia. Agora, novamente, outra grande síntese. Aí está, e já voltamos para comentar:

Ele está correto. Corretíssimo.

Para além das “proibições” de agora, havia também a liberdade criativa de produzir uma trama sem a obrigação de inserir mensagens X ou Y, para atender agendas ideológicas diversas. A história, afinal, era só mesmo uma história, sem militâncias constantes.

Bons tempos.

Por fim, cabe lembrar que Tieta voltou a passar no canal Viva.

Senador do PT posta vídeo da guarda venezuelana dizendo ser a PM do Distrito Federal

O senador Paulo Rocha (PT/PA) divulgou um vídeo gravíssimo, em que policiais vandalizam uma fachada e depois se evadem. O problema é que, ao contrário do que afirma em seu post, isso não foi obra da PM do Distrito Federal, mas sim da guarda venezuelana. Sim, os soldados que oprimem o povo para defender a ditadura de Nicolás Maduro.

Vejam a seguir (até a elaboração deste texto, o post estava no ar):

A coisa acabou virando um boato e o jornal Zero Hora explicou os fatos.

Em tempos de Fake News, e considerando as diversas respostas alertando sobre o equívoco, é curioso que o parlamentar não retire tal conteúdo. Afinal, todos podemos errar, o importante é reconhecer e seguir adiante.

Vídeo: brasileira engana argentino esquredista e o leva a gritar “Bolsonaro 2018!”

Há duas rivalidades aí. Uma, besta, de brasileiros e argentinos; outra, séria, de direita e esquerda. Atenhamo-nos a esta última e, nesse sentido, vejam o vídeo:

É o que os jovens denominal “trollagem”. Certamente o militante esquerdista não deve ter gostado.