O socialismo é tão cruel que venezuelanos abandonam animais de estimação por falta de comida

A imagem destacada neste texto foi feita por Carlos Garcia Rawlins. O fotógrafo tem registrado com sua câmera os animais de estimação que foram abandonados pelas famílias venezuelanas em decorrência da escassez de comida.

Sim, o socialismo dá errado, sempre, e não só para os seres humanos. O Implicante mesmo já noticiou que cerca de 50 animais morreram de fome em zoológico na Venezuela. Agora, descobre que nem mesmo os cidadãos venezuelanos que possuem laços com seus animais de estimação conseguem mantê-los seguros do desastre comunista.

Sorte que, agora, o governo brasileiro é outro. E a diplomacia nacional não mais tolera esses absurdos.

Nove em dez venezuelanos não têm dinheiro para comida; Maduro só alimenta os esquerdistas

Nicolas Maduro, Hugo Chávez Dilma Rousseff

Aos poucos, o colapso venezuelano se transforma em uma tragédia humanitária. Em artigo publicado no Estadão, Nicholas Casey descreve o caos em forma de país. Não há dinheiro para comida. Nem comida. Apenas a população agindo em banco para matar a fome, destruindo supermercados em busca de qualquer resto de comida.

Uma pesquisa feita pela Universidade Simón Bolívar diz que 87% da população tem dinheiro para comprar a comida que precisa para se alimentar. E 72% de tudo o que ganham lá é investido na alimentação.

Pior: Nicolás Maduro aproveitou a situação caótica para controlar ainda mais a distribuição de comida, deixando tudo nas mãos de grupos politicamente alinhados com a esquerda. Ou seja… Se não for esquerdista, não terá acesso ao produto.

Não à toa, o Mercosul age para evitar que a Venezuela presida o bloco econômico tão cedo. Sabe lá o que esse ditador será capaz de fazer com mais essa caneta na mão.