Atacaram Dallagnol por palestras, mas dinheiro foi doado a hospital para crianças com câncer

09/08/2016 – Brasília – DF, Brasil Audiência Pública sobre o PL 4850/16, que estabelece medidas contra a corrupção. Procurador da República, Dr. Deltan Dallagnol.

Usamos aqui uma máxima que sempre se comprova: a esquerda não perde uma oportunidade de perder uma oportunidade. E este é mais um caso de oportunidade “não perdida”, por assim dizer. Acompanhem.

Foi noticiado que Deltan Dallagnol, procurador da força-tarefa da Lava Jato, realizava palestras e, com elas, chegou a ganhar cerca de R$ 200 mil reais. Imediatamente, é claro, os esquerdistas tentaram emplacar a narrativa de que a defesa do combate à corrupção seria para ter lucro com esses eventos.

Eis que a história dá uma reviravolta.

Segundo informa o próprio Hospital Erasto Gaertner, o dinheiro foi doado para a construção do “Hospital Erastinho”, voltado ao atendimento de crianças com câncer. Confiram a seguir tanto a publicação de Dallagnol como também a do hospital:

Enfim

E os da esquerda, o que fazem com a dinheirama das palestras?

Os palestrantes milionários do PT

lula_dirceu_dilma_040911O mais recente artigo do escritor e colunista da revista Época, Guilherme Fiúza,aponta as estranhas coincidências dos faturamentos milionários dos petistas com empresas que têm contratos com governo. Leiam um trecho:

O Brasil não se incomoda com a dinheirama entregue a Lula. É uma ajudinha ao grande líder para que ele combata a pobreza no planeta, qual o problema? Nenhum. A não ser para essa elite branca invejosa, que acha estranho o dinheiro vir de empreiteiras que têm como cliente o governo no qual Lula manda.

Os petistas, como se sabe, são exímios palestrantes e consultores. Destacam-se nessa arte estrelas como o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e o ex-­ministro Antonio Palocci, ambos consagrados por suas consultorias mediúnicas milionárias. Lula deve ter passado seus oito anos no Palácio do Planalto treinando duro, porque saiu de lá em ponto de bala. Não é qualquer um que chega a Moçambique, faz uma palestra e embolsa R$ 815 mil – pagos à vista por uma empreiteira brasileira. Deve ser isso o paraíso socialista: empresários pagando fortunas a iluminados por palestras em outro continente, para a construção de um mundo melhor.

Assim fica fácil salvar o Brasil da crise global do capitalismo, conforme a plataforma do PT no seu 5º Congresso Nacional.

O artigo completo pode ser lido no site da revista.