HOJE TEM PANELAÇO! Às 20:00, Dilma fará um pronunciamento contra o Impeachment

Dilma Rousseff - Panelaço

Dilma Rousseff fará hoje, às 20:00, um pronunciamento em cadeia de rádio e TV. A ideia é combater o impeachment, dizer que tudo é golpe, aquela conversa-fiada de sempre. Já a nossa ideia é fazer ainda mais barulho, para mostrar de novo – e agora de forma ainda mais contundente – o quanto rejeitamos este governo.

Aliás, é incrível como, a esta altura dos acontecimentos, alguém ainda acredite que um discurso à nação teria chance de dar resultado positivo. A menos que sirva para revelar algum tipo de ideia doida (nos bastidores, fala-se em convocar eleições ou mesmo renúncia).

Enfim, pode ser a última oportunidade de Panelaço,  então é bom aproveitar. Domingo, a Câmara dos Deputados votará o impeachment e, a depender do desfecho e com a chancela do Senado Federal, é possível que Dilma se afaste da Presidência da República por 180 dias (esperamos, para nunca mais voltar).

Então vamos! PANELAÇO ÀS 20h!

PANELAÇO hoje às 20h, durante o programa do PT na rede de rádio e televisão

A militância governista nas redes sociais, praticamente toda ela composta por gente de classe média / média-alta, costuma achar “cafona” quem bate panela. Já iríamos bater de qualquer jeito, mas agora vamos com ainda mais gosto e vontade, já que irritá-los é sempre muito divertido.

E hoje tem!

Às 20h, será transmitido o programa do PT em rede de rádio e televisão. E o que faremos? BATEREMOS NAS PANELAS! Vá até sua varanda ou janela e capriche. Descarregue a raiva deste governo, dessa corrupção toda, desse descalabro! E não se esqueça de colocar alguém para filmar seu bairro!

panelaco

Notem que o camarada dessa verdadeira “bateria” da foto está não apenas empenhado, mas até mesmo transformou a coisa em estado de arte. Não precisa tanto, mas ainda assim é genial.

Chico Buarque: música sobre “panelaço” e manifestação com camiseta amarela

(com o perdão da má qualidade da imagem, taí a prova de que o próprio Chico já foi às ruas protestar usando as cores da seleção brasileira)
(com o perdão da má qualidade da imagem, taí a prova de que o próprio Chico já foi às ruas protestar usando as cores da seleção brasileira)

Em tempos de panelaço, convém lembrar uma música de Chico Buarque de 1984, feita por conta do movimento Diretas Já!. Trata-se de “Pelas Tabelas”, com trechos que poderiam servir para os tempos atuais.

“Quando vi todo mundo na rua de blusa amarela
Eu achei que era ela puxando o cordão
Oito horas e danço de blusa amarela
Minha cabeça talvez faça as pazes assim
Quando ouvi a cidade de noite batendo as panelas
Eu pensei que era ela voltando pra
Minha cabeça de noite batendo panelas
Provavelmente não deixa a cidade dormir
Quando vi um bocado de gente descendo as favelas
Eu achei que era o povo que vinha pedir”

A seguir, a vídeo com a canção inteira. Mande-a para aquele amigo petista que reclama do panelaço, diz ser coisa da elite cafona, e considera inadequadas as camisetas da seleção brasileira (que é meramente uma identidade visual com o país, não um endosso à CBF ou algo do tipo):

https://youtu.be/dtBz95uvBN8

Em programa de TV, PT nega a crise e tira sarro do panelaço

Lula - Programa do PT

É preciso reconhecer o talento propagandístico dos publicitários do PT. São, de fato, profissionais que merecem reconhecimento. Mas, por se tratar de uma propaganda partidária, com o agravante de ser justamente o partido do governo, não há muito mérito nessa “virtude” profissional.

Porque deveria prevalecer a verdade. E ela não passou nem perto do programa a ser veiculado hoje às 20:30 (mas já disponível na Internet). Chegam ao ponto de indicar bom intencionamento, o que faz lembrar o velho ditado: “de boas intenções, o inferno está cheio”.

O programa é vergonhoso, portanto. E merece ainda mais panelaço.

Panelaço marcado! Dia 06/08 tem programa do PT, com Dilma e tudo

foto: Renato Costa / Folhapress
foto: Renato Costa / Folhapress

A informação é de Andréia Sadi, na Folha:

“Meses após ser alvo de um panelaço durante pronunciamento na TV no Dia da Mulher, Dilma Rousseff decidiu gravar para o programa do PT que será exibido em rede nacional no próximo dia 6 (…) O mote do programa será a defesa do PT e do governo. A ideia é argumentar que a situação está ruim, mas ainda é melhor que antes dos 13 anos de administrações petistas no governo federal. O ator José de Abreu será o condutor do programa. Abreu é apoiador do PT e milita ativamente nas redes sociais em defesa da presidente e de Lula, de quem é amigo.” (grifos nossos)

Fica, portanto, a convocação oficial para o panelaço.

Mantega é vaiado por populares novamente

MantegaSLimMais uma vez um nome forte dos 12 anos de governo petista é criticado por populares em aparição pública. Leiam o relato no site Veja.com:

As aparições públicas de ex-ministros dos governos Lula e Dilma Rousseff se tornaram de vez alvos de manifestações de insatisfação. O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega voltou a ser hostilizado em locais de acesso público em São Paulo. Mantega recebeu vaias em um restaurante italiano na noite de sábado, após jantar com sua mulher, segundo o jornal Folha de S. Paulo. O ex-ministro reagiu à provocação e perguntou aos clientes do restaurante quem havia falado com ele – um senhor assumiu a autoria do comentário contra Mantega, que tentou argumentar, mas foi interrompido.

Nos últimos dias, Alexandre Padilha foi criticado em um restaurante caríssimo de São Paulo e Lula admitiu estar difícil andar nas ruas.

Dilma troca nomes e se confunde em cerimônia

dilma_tchauzinho
Foto: Fabio Motta/Estadão

A Presidente Dilma Rousseff, que vem passando pelo período mais turbulento de seus anos à frente do governo federal, se confundiu por diversas vezes hoje em cerimônia pública. Leiam os relatos no site Estadao.com:

A presidente Dilma Rousseff cometeu alguns tropeços ao discursar durante entrega de moradias do programa Minha Casa, Minha Vida, na zona oeste do Rio, nesta terça-feira, 12. Logo no início do discurso, ela chamou o ministro interino de Esportes, Ricardo Leyser, de “ministro dos Transportes”. Ao tentar consertar, disse que tinha “promovido” Leyser e em seguida corrigiu. “Promover? Não, não precisa promover porque o Esporte é muito importante e vamos ter a melhor de todas as Olimpíadas”, disse a presidente.

Logo depois, ao citar que muitos beneficiados com a casa nova pagavam entre R$ 300 e R$ 400 de aluguel, a presidente se confundiu. “Muitos pagavam 300 mil a 400 mil (reais). Agora vocês vão pagar prestação muito menor”, disse Dilma, provocando burburinho na plateia formada por famílias que foram receber as chaves.

A presidente também trocou o nome do condomínio Vivenda das Gaivotas e chamou o local de Recanto das Gaivotas.

A presidente tem evitado aparições públicas que possam ser antecipadas devido à série de panelaços que têm ocorrido nessas ocasiões.

O Palácio do Planalto publicou no YouTube apenas um trecho do discurso, com vários cortes para retirar as partes confusas:

Lula admite estar “meio difícil” andar nas ruas

luladedoLeiam o post da coluna “Expresso” da revista Época:

Em encontro no aeroporto do Rio, um sindicalista brincou com o ex-presidente Lula que ele não deveria andar sozinho em público após as manifestações contra o PT. Lula concordou que estava “meio difícil” sair na rua.

Em poucos dias, Lula viu seu nome ganhar destaque internacionalmente pela investigação por suposto tráfico internacional de influência, foi vaiado em panelaços por todo o país no horário eleitoral do PT, ao comparecer a um casamento em São Paulo ao lado de Dilma viu um novo panelaço se organizar espontaneamente em poucos minutos e foi abalado pela revelação de seu amigo Mujica de que confessou a ele o conhecimento do Mensalão.

Novo panelaço contra Dilma e Lula

brasilpresDilma compareceu a um casamento em São Paulo ontem, onde foi madrinha, além de Lula. Quando moradores da região souberam dessas presenças, compareceram ao local para protestar fazendo panelaços. Leiam trecho da reportagem do jornal “O Globo”:

Quando Dilma chegou, moradores de prédios no entorno do restaurante onde a festa ocorria reforçaram o barulho da rua, por alguns minutos. O esquema de segurança na entrada impediu que manifestantes se aproximassem do salão ou afetassem a festa para 400 convidados, que vinha sendo preparada há seis meses. O salão do Leopolldo, local do casório, foi palco há uma pouco mais de uma semana de outra união, do empresário Roberto Justus com Ana Paula Siebert.

Vejam o vídeo do panelaço publicado pelo jornal “O Globo” neste link.

Dilma foge do povo carioca

Dilma_Biquinho_ColetivaVejam trechos da nota publicada pelo “Radar On Line” da Veja.com:

Dilma não vai mais viajar ao Rio de Janeiro na sexta-feira, para a cerimônia dos 70 anos do fim da II Guerra Mundial, no Monumento aos Pracinhas, na Zona Sul da cidade.

O Ministério da Defesa avisou há pouco ao Planalto que o Exército não pode garantir que os 800 militares na plateia do evento, a maioria da reserva e menos sensíveis à hierarquia dos tempos de democracia, não fossem, de alguma maneira, hostilizar Dilma.

Os compromissos agendados pela presidente que são cancelados por medo de protestos se sucedem. Em duas semanas ela já deixou de fazer uso da cadeia nacional de rádio e TV no feriado do Trabalho e cancelou participação no horário eleitoral de seu partido, o PT.