PSDB pretende, em 2016, cometer o mesmo erro histórico do PT em 1992

PSDB - Governo Temer

Com a provável saída de Dilma Rousseff, Michel Temer terá a missão de recolocar o país nos eixos. Não é pouca coisa, por óbvio, e isso demandará uma grande aliança, verdadeiro “pacto”. Eis que, bem agora, o PSDB resolve tirar o time de campo. Ao menos parte do partido não apenas é contra participar do governo de coalizão como ainda por cima pretende punir quem o fizer.

É incrível. Se isso ocorrer, repetirão o erro histórico e catastrófico do dos petistas em 1992.

Breve recapitulação: Collor foi impichado, Itamar Franco assumiu e o PT não aceitou integrar o governo (Erundina ocupou um ministério e foi suspensa por isso). Lula então liderava as pesquisas e seu partido não faria parte de tal gestão, pois dali a dois anos certamente ganhariam a eleição. Eis que surge o Plano Real, FHC (nem estava nas pesquisas de dois anos antes) leva no primeiro turno e o resto é história.

O cálculo que os tucanos fazem hoje é muito parecido com o do PT naquela época. Deveriam saber, portanto, que essa conta pode dar muito errado.

E, para além disso, é FUNDAMENTAL que as grandes forças do país estejam unidas neste novo governo. É preciso pensar primeiro no Brasil, depois nas eleições.

Torçamos para que o PSDB não cometa esse erro, pois a tragédia está anunciada há 24 anos.