Confira o documento em que a gestão Dilma propôs corte de gastos e reforma da previdência

Sim, todos já sabemos que o PT não apenas sempre foi favorável às medidas da PEC 241 como até mesmo a própria Dilma Rousseff apresentou pacote semelhante. Também todos sabemos que a imprensa, ciente disso, acaba colaborando com as versões enviesadas e com a propagação de lorotas – e depois surgem os fatos reais e ficam todos pendurados na brocha.

Mas esta de agora é ainda mais saborosa quanto à ironia. Acompanhem.

O Ministério da Fazenda mantém no ar – por óbvio! – um documento da gestão Dilma, produzido pelo então ministro Nelson Barbosa. Está lá, para quem quiser ver.

A seguir, alguns pontos interessantes (os grifos são nossos):

– A recuperação da estabilidade fiscal depende do controle do crescimento do gasto público

– Para controlar o gasto obrigatório é necessário reformar a Previdência, controlar o gasto público com pessoal e adotar um limite global para o gasto primário da união

– Experiência internacional mostra que regras de gasto contribuem para o melhor desempenho fiscal

– Redução de despesa de benefícios de servidores

Suspensão de aumento real do salário mínimo

– Medidas de Longo Prazo: Reforma da Previdência / Reforma Fiscal (limite de gasto com ajuste automático de despesa)

Enfim, esses são os fatos. Eles até ontem eram a favor; agora, fora do governo, passaram a ser contra. Estão, afinal, preocupados com o Brasil ou com o partido?

No mais, mande este post para aquele seu amigo que hoje se diz contra a PEC 241.