Senadores do PT desistem de pedir expulsão de Delcídio

A bancada petista no Senado decidiu expulsar o então líder do governo Dilma Rousseff na Casa, senador Delcídio Amaral (PT/MS), já que fora preso no curso da Operação Lava-Jato, mediante provas constrangedoras como a tal gravação.

Mas era bravata pura, claro.

Os senadores do PT desistiram de pedir a expulsão do colega. Agora, querem que apenas seja suspenso e julgado pela Comissão de Ética do partido (sim, eles têm uma Comissão de Ética).

Leia mais: Líder do governo no Senado é PRESO pela PF na Lava Jato
Leia mais: Líder do governo no Senado é PRESO pela PF na Lava Jato

Mas o recuo faz sentido. Afinal, se for para expulsar todo petista preso, sobrariam poucos líderes no partido. Mesmo se a restrição for aos condenados de forma definitiva por corrupção, ainda assim uma grande leva precisaria deixar a sigla.

Um precedente desse tipo a essa altura – tanto mais poupando alguns outros graúdos – não seria algo razoável. Talvez tenha sido essa a motivação do recuo.