Em Natal, seis petistas são detidos após atacarem os bonecos infláveis de Lula e Dilma

O trio antagonista conta que, seguindo a turnê que fazem pelo Brasil, Pixuleco e Bandilma, as caricaturas infláveis gigantes de Lula e Dillma, foram mais uma vez atacados pelo ódio governista. Mas desta vez a polícia não facilitou a vida dos meliantes e deteve ao menos 6 do grupo de mais ou menos 15 militantes que buscavam censurar o protesto. Segundo Arthur Dutra, um dos organizadores, “foi um crime praticado pelo pessoal da Juventude do PT“. Dentre a meia dúzia que saiu algemada, havia ao menos um professor universitário.

Mais um ataque ao Pixuleco

Pixuleko é novamente esfaqueado, agora em Caxias do Sul

Seguindo em turnê nacional, o Lula Inflado deu o ar de sua graça neste sábado em Caxias do Sul. Mas foi covardemente esfaqueado pelas costas quando já se esvaziava para seguir o seu rumo. Os dois autores do atentado ainda não foram identificados. Há imagens de câmeras de segurança e ela serão utilizadas para reconhecimento dos culpados. Quanto ao Pixuleko, segue sua rotina wolverínica e se recupera de mais esse corte.

Boneco Pixuleko é esfaqueado em Caxias do Sul
Leia também | Cortando despesas, Petrobras decide pela demissão de pelo menos 5 mil funcionários

Para mais informações:
Boneco Pixuleko é esfaqueado em Caxias do Sul

Jogue você também o jogo do Lula Inflado!

O nome é simples: “Pixuleco, O Jogo”. O objetivo é evitar que o boneco seja rasgado enquanto tenta coletar dinheiro. Ao final, é permitido aos visitantes compartilharem nas redes sociais a fortuna acumulada no trajeto. O desenvolvimento do jogo é de autoria dos mesmo criadores de Angry STF, uma paródia do hit Angry Birds com mensaleiros nos papéis principais. Para jogar, visite: https://www.icongames.com.br/pixuleco

lula-inflado
Leia também | Empreiteiro acusa PT de receber R$ 15 milhões em contrato no COMPERJ

 

Para mais informações:
Boneco inflável do Lula ganha jogo virtual

Agrediram o Lula Inflado de novo! E dessa vez por um petista da Câmara!

Era uma miniatura do Pixuleko, o boneco inflável com 15 metros de altura que mostra o ex-presidente Lula vestido de presidiário. Após rapidamente esgotarem as 600 unidades vendidas no 7 de setembro, alguns parlamentares ganharam um exemplar na sessão de ontem. Conta Ricardo Noblat que o deputado Ságuas Moraes, do PT do Mato Grosso, não suportou ver um exemplar exibido pelo deputado Eduardo Bolsonaro, descontrolou-se e o espancou. O Bolsonaro logo tentou revidar, mas foi contido por seguranças da Câmara. Há promessas, no entanto, de que ele, o boneco, irá reaparecer hoje no Congresso.

pixuleco

 

Para mais informações:
Filhote de Pixuleco é agredido na Câmara

Agora você pode ter o seu próprio Pixuleco

E por apenas R$ 20,00. A versão miniatura do boneco mais querido e odiado do Brasil já se encontra à venda no site do Movimento Brasil Livre, um dos organizadores das três maiores manifestações políticas da história do Brasil. Claro, há também o gasto com frete. Os valores arrecadados são usados pelos integrantes do MBL para custear seus eventos. No último 7 de setembro, as 600 unidades preparadas para o Dia da Independência esgotaram-se rapidamente em Brasília. Mas agora já é possível encomendar o seu exemplar do conforto do seu lar.

pixuleco

Para mais informações:
Pixuleco

Dilma com medo do povo

Dilma - Reuters

A democracia tem um preço amargo para os governantes, mas doce para os eleitores: a possibilidade de xingar. Falar mal dos políticos é um direito inalienável de todos nós, desde que estejamos sob o Estado Democrático de Direito. Por mais que se tente abafar aqui e ali, seja ignorando ou até fazendo troça de quem se manifesta, chega uma hora em que simplesmente não dá mais para fingir desconhecer o descontentamento de todos.

Dilma Rousseff chegou ao extremo: pela primeira vez em décadas, não haverá pronunciamento de 7 de setembro, em cadeia de rádio e TV, por Presidente da República. Certamente, medo dos panelaços – que, ao contrário do que diz o colunismo oficial, não é fenômeno isolado aos ricos.

Além disso, também foi armada uma verdadeira MURALHA para proteger a Presidente de eventuais manifestantes em Brasília. É um desfile aberto, mas fechado.

Um governo com medo do povo é sempre um bom sinal.

Depois das facadas, miliantes agora planejam dar tiros de zarabatana no Pixuleco

Boneco Inflavel Lula - Enquete

Democracia não é nem nunca foi o forte da esquerda. Se discordam de algo, é normal que queiram destruir, às vezes literalmente e sempre sob aplausos da galerinha “democrática” das redes sociais. E o boneco Pixulula (ou Pixuleco) tem causado efeitos drásticos nesse pessoal. Simplesmente não o toleram.

Primeiro foram as facadas, agora a coisa ficou mais séria. Seguem notas da coluna Painel, de Vera Magalhães, na Folha:

“A UJS (União da Juventude Socialista), grupo a que pertence a militante que “esfaqueou” o boneco inflável de Lula vestido de presidiário, planeja novo ataque. Integrantes do movimento passaram os últimos dias procurando zarabatanas para tentar atingi-lo de longe.”

Além da bizarrice do ato em si, há uma questão importante: e se pegar em alguém?

Gestão Haddad estuda multar o Pixulula

Foto: Gabriela Gonçalves/G1
Foto: Gabriela Gonçalves/G1

Os petistas perderam o rebolado com o Pixulula. O boneco já os tirou do sério inúmeras vezes, com direito a nota oficial do Instituto Lula, militante rasgando na base da facada e, agora, até mesmo a chance de levar multa da gestão Haddad (a mesma que não enquadra na Lei Cidade Limpa os balões da CUT).

A informação é de Giba Bergamim Jr. da Folha, trecho a seguir:

“Símbolo dos protestos pró-impeachment, o boneco inflável que representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode ser proibido de circular pela cidade por desrespeitar a Lei Cidade Limpa, que coíbe a poluição visual da cidade. Na sexta-feira (28), integrantes da prefeitura paulistana se reuniram para tentar impedir que o objeto de 15 metros de altura ficasse exposto.”

Situação patética, bisonha e até mesmo inaceitável. Como assim “integrantes da prefeitura se reuniram para tentar impedir”? Impedir por quê? Que diabo de democracia é essa? Prefeitura é prefeitura, partido é partido. Ao menos, deveria ser.

Haddad é o pior prefeito da história de São Paulo e tem fama de preferir o supérfluo em vez do essencial e necessário. Mas isso é estapafúrdio até para ele.

Boneco gigante de FHC, feito pela CUT em 98, custaria hoje R$ 32 mil

Foto: Juca Varella/Folhapress
Foto: Juca Varella/Folhapress

A militância governista agora deu para questionar o valor investido no Pixulula, o boneco inflável gigante que vem recebendo aplausos por todo o país (e também algumas facadas dos que ficam bravos com a brincadeira).

O referido bonecão custou R$ 12 mil e fazem um alarde danado. Perguntam de onde teria vindo essa verba, além de coisas do tipo. Mas se esquecem de mencionar o bonecão de FHC feito pela CUT em 1998 que, em valores de hoje, custaria praticamente três vezes o preço do Pixulula: R$ 32 mil.

Em tempos de Operação Lava Jato e tantos e tantos bilhões desviados, já seria estranho os “trezeconfirma” tão indignados com o pequeno valor de um boneco. Mas a cereja do bolo é mesmo a lembrança de que, quando eram oposição, gastaram três vezes mais num boneco que, no fim, não fez nem um décimo do sucesso do nosso amado PIXULULA.

Sobrepreço e incompetência. A cara deles.

Prisão de ex-vereador do PT e investigação do Ministério do Planejamento

Ministério-do-Planejamento

A seguir, trechos de reportagem da Folha:

“Batizada de Pixuleco 2, a 18ª fase mira um operador responsável por arrecadar ilicitamente R$ 50 milhões em contratos relacionados ao Ministério do Planejamento, identificado a partir da deflagração da fase anterior (…) O alvo do mandado de prisão é um advogado e ex-vereador do PT em Americana (SP) Alexandre Romano. Ele já foi detido e deverá ser levado à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, quartel-general da Lava Jato.”