Região Nordeste perde ritmo e começa a sofrer com a crise econômica

Dilma-mão-na-cabeça1

De acordo com a Folha, a queda de populaidade de Dilma Rousseff no Nordeste está diretamente relacionada a perda de dinamismo econômico da região, que teve crescimento acelerado na última década.

Segundo o Datafolha, o índice de pessoas que acham seu governo ruim ou péssimo saltou de 11% para 55% de outubro a março no Nordeste, que coincidiu com a alta da inflação medida regionalmente e com a primeira queda do saldo líquido de empregos em vários anos.