Mais um amigo de Lula complicado com a Justiça, desta vez em Portugal

Sérgio Moro condenou José Carlos Bumlai a 9 anos e 10 meses de prisão. Motivo: gestão fraudulenta e corrupção passiva. A condenação nasceu da ajuda do amigo de Lula na obtenção e quitação fraudulenta do empréstimo no Banco Schahin de R$ 12 milhões. Esses valores foram teriam sido usados para comprar o silêncio de Roman Maria Pinto, empresário que chantageava Lula e José Dirceu com o que sabia sobre a morte de Celso Daniel.

Mas Bumlai está longe de ser o único amigo de Lula encrencado com o Ministério Público. Do outro lado do Atlântico, o ex-primeiro-ministro José Sócrates, do Partido Socialista, é acusado de corrupção, fraude fiscal e lavagem de dinheiro no caso envolvendo a venda da Portugal Telecom à espanhola Telefonica.

Conforme apurado por Cláudio Humberto, do Diário do Poder, “para o MP, o ‘alinhamento político’ foi decisivo para facilitar a venda da posição da Portugal Telecom na Vivo à Telefónica e sua entrada na Oi“.

Se alguém achava que o noticiário político esfriaria após o impeachment, se enganou.

Acredite se quiser: Lula culpa PORTUGAL pelos problemas de educação do Brasil

A mais nova batatada do ex-presidente Lula entra para aquela (já longa) lista das coisas que parecem piada, mas realmente aconteceram. Pois é. Ele proferiu o disparate em Madri, num evento organizado pelo jornal espanhol “El País”.

O “raciocínio” foi o seguinte: “Eu sei que isto não agrada aos portugueses, mas Cristóvão Colombo chegou a Santo Domingo [atual República Dominicana] em 1492 e em 1507 já ali tinha sido criada a Universidade. No Peru em 1550, na Bolívia em 1624. No Brasil a primeira universidade surgiu apenas em 1922” e, para ele, isso “justifica os atrasos na educação do Brasil“.

O Diário de Notícias, de Portugal, rebateu a sandice de Lula em grande estilo, destruindo a ideia amalucada (e obviamente errada) do ex-presidente:

“A primeira universidade brasileira foi a Universidade do Rio de Janeiro, que resultou na junção das Faculdades de Medicina, Direito e Engenharia. Ao contrário de outras ocasiões, Lula da Silva não referiu que as bases do Ensino Superior brasileiro foram lançadas muito antes, no final de século XVII e XVIII. Em 1792, foi criada a Real Academia de Artilharia, Fortificação e Desenho, instituição de ensino superior precursora da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 1808 foi criada a Faculdade de Medicina da Baía, na sequência da chegada ao Brasil da Coroa portuguesa. O Brasil tornou-se independente de Portugal em 1822.”

Lula é inacreditável.

Leia ainda: Lula é intimado pela Polícia Federal

Lá ele não indicou ninguém ao STF: pessoas próximas a Lula são investigadas em Portugal

Lula | Foto: Valter Campanato/ABr

O colunismo político informou no fim de semana que Lula estaria agindo para se blindar contra três grandes investigações que chegam à sua família e amigos: Lava Jato, Zelotes e Acrônimo. Pois o ex-presidente precisará se virar em cinco, já que duas investigações em Portugal miram pessoas próximas ao petista.

Lula | Foto: Valter Campanato/ABr
Lula | Foto: Valter Campanato/ABr

O enredo na Europa lembra bastante o que já acontecia no Brasil: pagamentos suspeitos garantiriam uma autorização do governo brasileiro e agências reguladoras, com a participação de construtoras brasileiras, que teriam quitado dívidas de R$ 1,2 bilhão junto à Portugal Telecom em negócio com a Oi. Escreveu o jornal português Público, sobre as suspeitas investigadas:

“Pagamentos de várias dezenas de milhões de euros ao universo restrito do ex-presidente da República Lula da Silva, bem como a ex-governantes e gestores brasileiros e portugueses.”

A imprensa portuguesa cita a Andrade Gutierrez como uma das construtoras sob suspeita, assim como Luís Oliveira Silva, sócio e irmão de José Dirceu, e dono da casa onde documentos sobre a Portugal Telecom teriam sido encontrados.

Mas o diferencial é que, na Europa, a blindagem de Lula é bem menos eficiente – o PT não indicou a maior parte dos ministros Suprema Corte portuguesa.

Polícia Federal quer saber se Rose enviou 25 milhões de euros a Portugal

12333795

A coluna Painel, da jornalista Vera Magalhães, informou neste 25 de dezembro que a Polícia Federal abriu investigação para apurar as denúncias feitas pelo deputado Anthony Garotinho (PR-RJ). De acordo com o deputado, a amiga de Lula, Rosemary Noronha, teria levado 25 milhões de euros para Portugal. Abaixo um trecho da nota:

Operação Portugal
A Polícia Federal deve concluir em janeiro investigação preliminar aberta para apurar a procedência de denúncia, feita pelo deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), de que Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, teria levado 25 milhões de euros para Portugal na mala diplomática. Por meio de acordos de cooperação, a PF pediu informações à alfândega portuguesa e ao Banco Espírito Santo, para onde teria sido levado o dinheiro, segundo o deputado.

No pé – Garotinho formalizou o pedido de averiguação à PF no dia 6, depois de publicar a acusação em seu blog. Ele também encaminhou ofício ao Ministério das Relações Exteriores pedindo informações sobre todas as viagens a Portugal realizadas durante o governo Lula.

A coluna pode ser lida aqui.