Vídeo: refugiada cubana diz que, sem papel higiênico, usam jornal e livros marxistas em Cuba

Já tem quase um ano que Zoe María Martínez fez um bom barulho na internet brasileira ao dar depoimentos em português sobre a realidade que vivera em Cuba. Então com 16 anos, fugiu para o Brasil aos 12, quando finalmente conseguiu conhecer seu pai, que viera refugiado ao país com a esposa ainda grávida.

Com uma boa frequência de atualizações, ela mantém no Facebook a página Disquisições da Zoe. Por trazer a verdade sobre as barbaridades da ditadura comunista, vem sendo criticada pela esquerda brasileira, que se nega a aceitá-la.

Os vídeos em sua página abordam vários aspectos da ilha comandada pelos irmãos Castro. Abaixo, o Implicante destaca os dois minutos em que Zoe detalhou como se dá a distribuição de alimentos. Um trecho, contudo, se sobressai: trata-se do luxo que é usar papel higiênico por lá. A alternativa que resta à população é recorrer a jornais ou livros marxistas.

Para conferir o depoimento de Zoe, basta acionar o player acima.